top of page
Buscar

Violência de gênero em ambiente de trabalho: conscientizar é preciso!

A conscientização é o primeiro passo para ajudar mulheres que passam por este tipo de violência!


Ouvir xingamentos, abuso de poder, discriminação à aparência, elogios constrangedores e assédio não são situações aceitáveis em um ambiente de trabalho e podem sim, ser denunciadas!


De acordo com a pesquisa de 2020 do Instituto Galvão, mais de 75% das mulheres brasileiras sofreram algum tipo de violência do trabalho. Por falta de informação e também devido à naturalização das práticas violentas no trabalho, o constrangimento e o assédio se tornam invisíveis, silenciados ou reconhecidos apenas em situações extremas de violação da lei.


Diversos dados evidenciam isso, mulheres sofrem três vezes mais assédio sexual no trabalho do que os homens e 97% das mulheres não denunciam, conforme pesquisa produzido pela empresa de recursos humanos Midsight. Entre o público de mulheres mais afetado pelo assédio, encontram-se as mulheres negras e periféricas como sendo as principais vítimas de violência no trabalho (levantamento online do Think Eva)


O impacto da violência contra a mulher no trabalho pode levar à sintomas como cansaço, irritação, insônia, falta de autoconfiança, desinteresse, até mesmo depressão em últimos casos.


Como prevenir a violência dentro da empresa?


A empresa, por lei (segundo as regras de segurança da medicina do trabalho – artigo 157), deve adotar políticas internas de prevenção à violência, constrangimento e assédio dentro do trabalho. A empresa que tolera práticas violentas poderá sofrer um processo trabalhista.

Recentemente, o projeto de lei 2345/22 foi aprovado em âmbito federal e obriga as empresas públicas ou privadas, com 50 ou mais funcionários, a oferecer semestralmente, a todos os funcionários, palestras sobre as diversas formas de violência contra a mulher.


“Todas nós sabemos que no ambiente de trabalho ocorrem diariamente diversos tipos de discriminações, assédios e menosprezos contra as mulheres trabalhadoras. Precisamos mudar essa cultura, de modo a promover e estimular a civilização dos comportamentos” (deputada Leda Borges).


A conscientização no ambiente de trabalho é o primeiro passo para eliminar com a violência em ambientes corporativos e deve ser feito de preferência por especialistas que entendam sobre o assunto.


A Beleza Escondida, atua em empresas, por meio de palestras e cursos de capacitação sobre a violência contra a mulher, para auxiliar os gestores a educar e conscientizar sobre o assunto de forma leve e didática.


Gostaria de saber mais?


Entre em contato com o nosso time de especialistas e saiba mais!




25 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page